1ª Feira de Apartamentos de Caruaru: Entrevistas


Palestra Vencendo na Crise com o jornalista Tomaz de Aquino

A Júlio Rêgo Imóveis continua a sua luta no sentido de melhorar o nível da corretagem imobiliária, capacitando e estimulando os corretores de imóveis através de cursos, palestras e treinamentos.

Para isso realiza na próxima quarta-feira, 29, duas palestras uma às 10 horas e outra às 15 horas, com o jornalista Tomaz de Aquino da Rota232, escritor, corretor de imóveis e perito avaliador, com o tema: Caçadores de Imóveis – Vencendo na Crise, para corretores já credenciados, estudantes de TTI e de gestão imobiliária e por todos àqueles que desejam dicas para atuar bem na área de vendas.

A palestra é grátis e faz parte do projeto da Júlio Rêgo Imóveis de que corretor capacitado é corretor valorizado.

Se você quer ser corretor de imóveis procure a Júlio Rêgo Imóveis.


Convite – 1ª Feira de Apartamentos

Começa sexta feira 31 e vai até o dia 02.08 a 1ª Feira de Apartamentos de Caruaru que acontece na Júlio Rêgo Imóveis em parceria com a Rota 232 e que vai disponibilizar mais de 1000 unidades residenciais para você dar adeus ao aluguel.

Corretor não perca essa oportunidade de ganhar a sua comissão. Venha trabalhar com a Júlio Rêgo Imóveis.

Se  você quer ser um corretor de imóveis compareça a Júlio Rêgo Imóveis na próxima quarta feira às 15 horas e converse com a gente.

Treinamento, marketing, eventos tudo para ajudar você a vender e ganhar a sua comissão.

Venha para a 1ª Feira de Apartamentos


Coluna semanal do Mercado Imobiliário: Por Tomaz de Aquino (25/07)

Leia a coluna semanal deste sábado (25/07), Mercado Imobiliário, escrita pelo jornalista Tomaz de Aquino para o Jornal Vanguarda.

coluna 25.07 vanguarda


A Comunicação no mercado imobiliário não é só falar, falar, falar….

Tem corretor que às vezes fica se perguntando por que um cliente não fechou negócio com ele e fechou com outro, e em muitas ocasiões no mesmo empreendimento. Muitos fatores podem contribuir para esse tipo de acontecimento, mas com certeza um dos que mais contribuem para impedir uma negociação de sucesso é a comunicação.

A comunicação é o principal elemento de uma transação imobiliária e muitos corretores acham que comunicação é falar. Então, muitos entopem os seus clientes de palavras, de fatos, de argumentos, de exemplos, de explicações, tudo fora de lugar, tudo sem nexo, sem se preocupar se está dizendo o que o cliente quer ouvir, se está passando as informações que são necessárias para ajudar na comercialização.

Além disso, elementos subjetivos da comunicação como expressão corporal, apresentação, poder de persuasão, dicção, etc., também são colaboradores decisivos para o fechamento de um negócio. Por isso é fundamental um bom curso de oratória para que alguém possa desenvolver as técnicas fundamentais de comunicação e obtenção de resultados, o seu feedback.

Não é porque alguém já fala bem que está pronto para ter sucesso no mercado. Além do domínio da oratória ele precisa saber usá-la e é isso que a Rota está oferecendo a você nesse curso de oratória básica, a oportunidade de aprender a se expressar de forma correta, a se apresentar adequadamente e a fazer a diferença no mercado.

O curso vai acontecer de 24 a 28 de agosto, na rua Raimundo de Moraes, 332 – Maurício de Nassau com apoio da Júlio Rêgo Imóveis e de outras empresas.


Trabalhe no futuro e garanta o seu presente, pois crise sempre vai existir

São Paulo – As ações do grupo imobiliário Gafisa operam em alta nesta quarta-feira, após a divulgação prévia dos resultados do 2º trimestre da companhia, que surpreendeu analistas. Os papéis chegaram a subir mais de 3,9%, atingindo o valor de R$ 2,73 nesta manhã.Os números divulgados pela companhia mostram um crescimento de 16,5% no segundo trimestre desse ano em comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a R$ 482 milhões.A Gafisa (focada em empreendimentos de média e alta renda) lançou dois projetos, totalizando R$ 242 milhões de vendas contratadas, um número 3,6% menor do que o mesmo período de 2014.Enquanto a Tenda (de empreendimentos baixa renda) lançou seis projetos e obteve R$ 289 milhões de vendas contratadas, uma alta de quase 60% em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com o banco BTG Pactual, os resultados foram melhores do que o esperado, desencadeados principalmente pela operação da Tenda. As ações da companhia já acumulam uma alta de 20% no ano.

Fonte: Revista Exame

Isso comprova o que venho dizendo, a crise é uma troca de capital de uma mão para outra. Na verdade não existe crise, existem estratégias de governo que mudam as regras da economia para determinados períodos em função de interesses nacionais e internacionais. Quem tiver a visão de trabalhar com o futuro, não será pego decsurpresa com ascmedidas governamentais. Trabalhar com o futuro é fazer o dever de casa, é reduzir preços, é cortar despesas, é diversificar investimentos, enfim é adequar-se a um momento de crise quando ele ainda não existe.


COFECI prepara a edição de 2015 do maior evento do mercado imobiliário da América Latina

IV convenciCONVENSI, CIMI E ENBRACI serão realizados em Curitiba e a Rota232 estará presente nesse evento fazendo a cobertura para todo Nordeste e o jornalista Tomaz de Aquino estará lançando o livro Caçadores de Imóveis – A Captação no Mercado Imobiliário.
A IV Convenção do Sistema COFECI-CRECI, CONVENSI, tem como objetivo aprimorar, padronizar e intensificar as atividades do Sistema COFECI-CRECI, debater os problemas comuns aos CRECIs e apresentar soluções coletivas.
Em paralelo à CONVENSI, serão realizados em sua sétima edição, o Encontro Brasileiro de Corretores de Imóveis, ENBRACI, cuja finalidade é de promover o corretor de imóveis, contribuindo para seu aprimoramento frente aos desafios e oportunidades do mercado imobiliário nacional e internacional.
E ainda teremos, o Congresso Internacional do Mercado Imobiliário, CIMI, em sua quarta edição, que por sua vez, visa promover o mercado brasileiro e as regras e normas de atuação dos profissionais do mercado imobiliário internacional.
Os eventos acontecerão durante três dias, sendo o primeiro dedicado à CONVENSI e os dois outros dias dedicados ao CIMI e ao ENBRACI.
CONVENSI, CIMI E ENBRACI serão realizados em Curitiba, de 13 a 15 de setembro no ExpoUnimed.

A IV Convenção do Sistema COFECI-CRECI, CONVENSI, tem como objetivo aprimorar, padronizar e intensificar as atividades do Sistema COFECI-CRECI, debater os problemas comuns aos CRECIs e apresentar soluções coletivas.
Em paralelo à CONVENSI, serão realizados em sua sétima edição, o Encontro Brasileiro de Corretores de Imóveis, ENBRACI, cuja finalidade é de promover o corretor de imóveis, contribuindo para seu aprimoramento frente aos desafios e oportunidades do mercado imobiliário nacional e internacional.
E ainda teremos, o Congresso Internacional do Mercado Imobiliário, CIMI, em sua quarta edição, que por sua vez, visa promover o mercado brasileiro e as regras e normas de atuação dos profissionais do mercado imobiliário internacional.
Os eventos acontecerão durante três dias, sendo o primeiro dedicado à CONVENSI e os dois outros dias dedicados ao CIMI e ao ENBRACI.
Durante os três dias teremos uma feira, com expositores, produtos e serviços de interesse ao público do evento.
Tema central dos eventos é: A força e a responsabilidade do Corretor de Imóveis.

Fonte: Publicidade Imobiliária

 


Amigos a segunda feira chegou, vamos à luta porque hoje é dia de vitória.

superando os obstáculosA Bíblia diz que com Cristo somos mais que vencedores e eu acredito nisso de verdade.

A palavra mais falada no mercado imobiliário nos últimos tempos é “FÉ”. E é muito bom que num momento de crise as pessoas se revistam de esperança e de confiança de que a situação vai mudar. Outra palavra também muito usada é “FOCO” que ajuda as pessoas a não se desviarem de uma meta e a buscarem a diferença através de estratégias e de uma determinação que é a de ter um alvo, um objetivo e assim não tirarem os seus pés desse caminho.

Entretanto, é preciso que enriqueçamos essas duas palavras com algumas atitudes que possam tirá-las do campo das ideias e se transformem em instrumentos de mudança da realidade. É como se elas precisassem de fermento para poder crescer e assim serem vistas e usadas por quem as têm.

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. (Hebreus 11:1), Para isso é preciso entender que a palavra fé de forma solta nada representa, porém quando fazemos dela a nossa (“F”) Força e colocamos nela a nossa (“E”) Esperança somos revigorados  e assim prosseguimos firmes vencendo os obstáculos.

Da mesma forma entendo a palavra “FOCO” como um processo e não como uma coisa pronta, um fato consumado, uma ideia ou um pensamento. Foco pode ser dividido em duas ações: “FO” = Formação e “CO” = Continuada. Então para ter foco é preciso aperfeiçoar a formação e fazer isso de forma continuada, principalmente nos momentos de crise.

Portanto, daqui pra gente, quando você ouvir a palavra Fé, pegue-a como se fosse uma espada e um escudo para lutar pelo que voce quer. Use a Fé como Davi usou a sua “funda” = badoque para derrotar o gigante. E quando escutar a palavra FOCO, pense nela como uma necessidade de estudar, de se informar, de analisar a situação de forma imparcial sem emoção, sem medo, sem tristeza, porque esse mundo não é para os fracos.

Um amigo meu, empreendedor ele olhou pra mim, apontou o terreno dele  e me disse: “Amigo Tomaz, eu tenho Fé e vou remover essa montanha” Era uma montanha enorme que ficava bem no meio do terreno dele. Um mês depois voltei lá e ele tinha retirado a montanha. Mas, para isso foi preciso fazer parcerias com outras pessoas que tinham tratores, retro escavadeiras e assim juntos removeram a montanha.

Portanto, se você tem uma montanha para remover, vá atrás de quem tem as máquinas necessárias para fazer o trabalho. Não precisa abandonar as pessoas que estão com você, mas é preciso encontrar outras que possam lhe ajudar no seu projeto, na sua caminhada, para você atingir o seu alvo.

A todos uma boa semana de sucesso e de luta com Fé e com FOCO.


A desonestidade no mercado imobiliário ainda existe

desonestidade“O problema de todo sabido é que termina faltando bestas para andar junto dele e serem enganados por ele”.

Fica até sem graça voltar a falar de mau comportamento de muitos corretores imobiliários que não percebem que o mundo dos negócios está mudando, que com as redes sociais as suas ações são conhecidas por um número muito maior de pessoas e que assim a sua fama de desonesto, mau caráter, enganador vai sendo divulgada nos bastidores e, principalmente, nos in-boxes das páginas sociais, de forma silenciosa e assim muita gente vai se afastando e ele fica se perguntando por que está ficando sozinho.

Só para dar mais um exemplo de como ainda existem maus profissionais que só sabem copiar o que os outros criam, que não pagam o que acertam, que enganam na comissão, temos o caso de uma corretora que criou uma página, no face, em 2013, isso mesmo há dois anos, com o seguinte título “imóveis em (nome da sua cidade)” como a página fez sucesso e passou de 600 curtidas, uma outra pessoa foi e criou uma cópia acrescentando “PE” ficando assim: “imóveis em (nome da cidade delas) PE” é ou não é lamentável uma atitude dessas.

Falta de criatividade, de imaginação, desonestidade intrínseca é o que podemos atestar numa pessoa desse tipo e também acusar de apropriação indébita. Ou seja, quando alguém toma conta de uma coisa que não lhe pertence. Roubo intelectual! Eu sempre digo que você pode roubar tudo de uma pessoa: casa, carro, dinheiro, até a família. A única coisa que você não pode roubar é a ideia, porque assim você está roubando a alma dela e perdendo a sua.

A própria Rota232 já foi vítima em várias ocasiões de oportunistas que querem a todo custo pegar o nome e a marca Rota232. Mas para infelicidade deles eu sempre ganho e sempre consigo fazê-los retirar de suas publicações a marca Rota232 porque ela tem registro, porque é a mais antiga da imprensa (12 anos) porque é a mais antiga da web (8 anos), porque é mais antiga do face (5 anos).

Mas, para tristeza desses aproveitadores a profissão de corretor vem mudando e esses medíocres estão sendo escanteados, isolados e ficando sem espaço para continuarem a agir de uma forma desabonadora de suas condutas e que enlameia toda uma categoria. É hora daqueles que agem corretamente, com lisura, com respeito ao outro e ao cliente, com honestidade deixar de fazer negócios como os que comprovadamente são reconhecidos no mercado personas non gratas.


Coluna semanal do Mercado Imobiliário: Por Tomaz de Aquino (18/07)

Leia a coluna semanal deste sábado (18/07), Mercado Imobiliário, escrita pelo jornalista Tomaz de Aquino para o Jornal Vanguarda.

coluna18.07 vanguarda-