Quer vencer a eleição? Então Qualifica!

Curso de Formação Política

A Qualifica é uma escola de formação profissional que aporta em Gravatá com o objetivo de oferecer cursos, treinamentos, workshops, palestras, além de valorizar os escritores e artistas locais com lançamentos de livros, exposição de pinturas, etc, a fim de dar espaço e voz àqueles que desejam sair d anonimato e fazer sucesso nas suas carreiras.

Centro de Treinamento Qualifica Educação Profissional apresenta aos candidatos a vereador nas eleições de 2016 um treinamento intensivo ministrado pelo jornalista Tomaz da Rota 232 autor do Manual do Político – Um Guia Para a vitória, oferecendo 5 dicas fundamentais para quem deseja um mandato na câmara municipal.

Qual a postura ideal para vencer a eleição, que tipo de marketing é o melhor para um candidato, como usar as redes sociais, como fazer um bom discurso para a campanha, que cores usar, como tirar proveito das alianças e coligações, com quem fazer parcerias e como prestar um bom serviço aos eleitores serão alguns dos temas abordados na aula palestra que acontece no sábado 20 de agosto das 14 as 19 na sede da Qualifica.

Rua Cleto Campelo 238 – Centro – Gravatá, fone 41310129

curso político

 

tomaz e Rabelo

Tomaz da Rota 232 e Rabelo Imóveis parceiros no projeto Rota232 Turismo e Imóveis

A Rota 232 é uma empresa de comunicação que atua na área do turismo e no mercado imobiliário há mais de treze anos e sempre desenvolve novos projetos inovadores criando oportunidades para os segmentos.

Nesse momento a Rota 232 está concluindo a implantação do projeto Espaço Cultural e de Negócios um mix composto por imobiliária, loja de artesanato, café regional e ateliê.

Além disso o local servirá como palco para o lançamento de livros, promoção de palestras e workshops, exposição de quadros, realização de entrevistas  e centro de informações turísticas.

O objetivo é casar as áreas do turismo e do mercado imobiliário criando um novo nicho denominado turismo imobiliário que será apresentado as operadoras para que possam oferecer pacotes aos seus clientes pacotes de viagens onde os visitantes terão a oportunidade de conhecer os atrativos das cidades do agreste e também as ofertas imobiliárias na região, além de participar dos eventos que estejam acontecendo no momento da viagem.

Uma das prerrogativas para o sucesso desse empreendimento ousado e inovador é firmar parcerias com corretores, imobiliárias, construtoras e incorporadoras para confecção de um site que fará a promoção de lugares a serem vendidos como destinos turísticos com destaque para Chã Grande, Bezerros, Gravatá, Sairé, Caruaru, entre outras que serão alvo inicial da primeira etapa desse projeto.

Também será relançado o Guia Rota 232, destacado a Rota do Agreste na sua quinta edição e destacando as cidades de Moreno, Vitória, Pombos, Gravatá, Bezerros, Sairé e Caruaru.

A partir de 01 setembro o espaço já estará funcionando sob a coordenação do jornalista, corretor de imóveis e especialista em turismo e meio ambiente Tomaz da Rota 232 e o horário de funcionamento será das 08 as 18 horas, de quinta a domingo.

Esperamos por você!

Serviço:

Rota 232 Turismo e Imóveis
Rua 15 de Novembro, 1171 – N. S. das Graças – Gravatá / PE
Fone 81 – 35630012.

ea452fee-62d1-42d9-9197-83b76d46d61dA Qualifica Formação Profissional instalou mais uma unidade de sua rede na cidade de Gravatá para o oferecimento de cursos técnicos e profissionalizantes para a população.

A Qualifica fechou parceria com a Rota232 para ministração de cursos e treinamentos em várias áreas:

Na política voltados para a formação de candidatos a vereadores e prefeito incluindo marketing político, legislação, papel do vereador, etc;

No segmento imobiliário cursos para a especialização dos corretores de imóveis como avaliação, captação, direito imobiliário, etc;

Na comunicação cursos sobre oratória e persuasão com ênfase para técnicas de comunicação que ajudem o aluno a perder o medo de falar em publico.

Com a chamada “Você quer emprego? Então Qualifica o grupo chega a Gravatá disposto a assumir a liderança em cursos profissionalizantes e para isso vai contactar professores do município para que sejam parceiros do projeto “Qualifica” ampliando o numero dos cursos e assim contribuindo para que outros alunos que não tenham a condição de pagar a mensalidade sejam beneficiados pelas bolsas oferecidas pela Qualifica.

Hoje a tarde reunião de representantes da Qualifica com o jornalista Tomaz da Rota232 fechou a parceria entre as duas e o primeiro trabalho a er desenvolvido será um workshop de Formação Política destinado aos candidatos a vereador de Gravatá e da região e que acontece no dia 14 de agosto, das 14 as 19 horas, ne sede da Qualifica, rua Cleto Campelo 238, Centro, junto da prefeitura.

Portanto, se você é candidato a vereador não perca essa grane chande de aprender técnicas que podem fazer a diferença na sua campanha.

Esperamos por você.

conv psdb2

fotos: gravatanotícias.com.br

Com uma chegada apoteótica que emocionou a todos os presentes a dupla Joaquim Neto e Danilo Melo levou ao delírio uma multidão de amigos, correligionários, aliados e apaixonados pelo ex-prefeito Joaquim Neto, onde muitos chegaram a chorar de emoção desejando o retorno de Joaquim e Danilo à frente da prefeitura.

Segundo os organizadores 10 mil pessoas se amontoaram nas arquibacandas e nas escadarias da quadra gritando e pulando ao som dos locutores Figueredo, Ângelo e Aline que com gritos de guerra levantavam os presentes criando uma onda que ia rodando o espaço e dando uma beleza plástica muito interessante ao evento.

Acompanhando Joaquim Neto nessa caminhada dez partidos: PRB, PRTB, PSDB, PEN, SOLIDARIEDADE, PMDB, PHS, PMN, PSDC e PTC. apresentaram mais de 100 candidatos a vereador todos conscientes da importância de levar Joaquim e Danilo para a prefeitura mais uma vez a fim de garantir que a cidade de Gravatá volte a se desenvolver e acreditar no seu futuro.

Com apoio de líderes estaduais e anacionais importantes como o vice governador Raul Henry, o deputado estadual Alberto Feitosa, o deputado estadual Ricardo Costa, o ministro das cidades Bruno Araújo, o ministro da Indústria e Comércio Marcos Pereira a campanha de Joaquim Neto e Danilo Melo sai da quadra para as ruas de Gravatá com a certeza de que a população vai dar um basta nos desmandos cometidos por Ozano Brito e por Bruno Martiniano e também na inoperância de uma intervenção que só fez agravar o desemprego e a falta de projetos tursíticos e de infra estrutura para recolocar Gravatá no Rumo do Desenvolvimento.

Reconstruir foi a palavra mais ouvida e pronunciada pelos presentes e pelos políticos que se revezaram no microfone fazendo acompanhamento ao discurso inflamado de Joaquim que conclamou os presentes a se engajarem na campanha com um único espírito o de reconstruir a cidade. “Vamos reconstruir Gravatá” clamou Joaquim aos seus azuis. Vamos levar essa onda Azul para todos os cantos do município e mostrar que os gravataenses são fortes, ordeiros e pacíficos, vamos voltar ao futuro” disse Joaquim Neto.

convpsdb3 convpsdb4

Recuperar a auto estima do gravataense, elevar à cidade ao patamar de respeito e admiração que a mesma tinha durante a administração de Joaquim e Danilo, trazer de volta os investidores que se afastaram e foram levar os seus empreendimentos para outras cidades, atender aos apelos do homem do campo e ajudá-los a produzir mais e escoar as suas produções foram temas que fizeram parte dos discursos dos presentes e que vão integrar o Plano de Governo de Joaquim e Danilo para a próxima gestão quando assumirem a prefeitura em janeiro de 2017.

Durante o evento vários vídeos mostraram as ações da dupla imbatível Joaquim e Danilo quando estavam como prefeito e vice de Gravatá levando os presentes ao delírio que gritavam o tempo: “É Joaquim, é Joaquim, é Joaquim” enquanto se levantavam e esticavam os braços para cima acompanhando a onde pedida pelos locutores.

Idosos, adultos, jovens e até crianças se envolviam de tal maneira que em nenhum momento se afastavam do local e mesmo sem conforto, de pé, com um calor humano sem igual gritavam o nome de Joaquim num coro que podia ser ouvido à distância e que pode ter incomodado os adversários que foram para as redondezas para confirmar se o povo está realmente como Joaquim e Danilo.

Devem ter sido surpreendidos pelo número de carros que lotou todos os arredores da quadra e que se comparou aos grandes eventos que Joaquim e Danilo realizaram durante a gestão em que foram prefeito e vice da cidade e que trouxe a geração de emprego e renda para a população.

Para quem me chamou de oportunista dizendo que eu não tinha nada a ver com turismo

Amigos como membro da Academia de letras e Artes de Gravatá, com vários livros publicados e mais um no forno para esse ano, tendo assumido vários cargos na área do turismo, como Diretor de jornalismo da Secretaria de Imprensa da Prefeitura do Recife, nos governos Jarbas Vasconcelos e Roberto Magalhães, cobrindo a área de turismo junto com meu amigo Cadoca.
Fui secretário de turismo em Chã Grande e diretor de turismo em Gravatá onde junto com o saudoso Carol Fernandes um professor para mim compus como membro o Grupo do PNMT – Programa Nacional de Municipalização do Turismo coordenando uma das equipes de trabalho e sendo reconhecido por isso.
Fui idealizador e criador da 1ª Reserva Ecológica de Gravatá a Serra do Contente e junto com Mário Alves ajudei a desenvolver o turismo Rural em Gravatá com cursos de Eco turismo para as comunidades carentes.
Fui também fundador e primeiro presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca.
Além disso sou jornalista com especialização em Turismo e Meio Ambiente e com curso de Implantação de Pousadas e Espaços Turísticos Rurais.
Ocupei a secretaria da ASTUR – Associação de Turismo de Pernambuco e participei como representante da ALAG, no Conselho de Turismo de Gravatá.
Fundei o Jornal Rota 232 em 2002 para divulgar Gravatá e o site rota232.com.br, em 2005 para promover a nossa cidade no mundo todo. Fundei também a Revista do Interior em 2001 que depois se tornou Portal do Interior e originou muitas outras como a Turismo na Serra.
Lancei o Manual do Taxista, escrevi o livro a História de Chã Grande, fiz o cordel 500 anos de História de Gravatá e escrevi mais de 2000 textos de turismo sobre Gravatá e outras cidades de Pernambuco, bem como tenho um acervo com mais de 10 mil fotos da cidade.
Ainda hoje a Rota 232 continua sendo uma empresa que promove Gravatá e sempre inova casando áreas como Mercado Imobiliário e Turismo.
Completando essa experiência trouxe para Gravatá em 1993 o Caldinho do Tomaz, o primeiro de Gravatá e montei junto com minha esposa a 1ª Loja de Artesanato especializada em mantas, Redes e Crochés que funciona há 20 anos na Rua Duarte Coelho – Pólo Moveleiro de Gravatá.
Como artista plástico dei aulas de pintura para crianças carentes no projeto Meu Sonho do Dr. Gibson fontes, meu amigo e confrade da cademia de letras e sou membro do Instituto Cultural de Gravatá.
E agora estou implantando o primeiro projeto de MIX Imóveis do Nordeste, um espaço que congrega Loja de Artesanato, Ateliê, Imobiliária, Café Regional e local de exposições de quadros e lançamento de livros.
Portanto, essas atividades listadas aqui responde à sua pergunta; O que você tem a ver com a área de turismo? Se não estiver satisfeito posso lhe mandar mais ações e cargos que já ocupei.

Um abraço e bom dia!

APENAS CORRETOR DE IMÓVEIS PODE INTERMEDIAR TRANSAÇÕES IMOBILIÁRIAS.

No último dia 18 de julho de 2016, o Ministério Público Federal, através do seu Procurador Federal, Dr. Alfredo Carlos Gonzaga Falcão Júnior, expediu recomendação à Caixa Econômica Federal e ao Banco do Brasil para que as intermediações de imóveis financiados sejam realizadas, EXCLUSIVAMENTE, por corretor de imóveis, através do Procedimento nº 1.26.000.002143/2014-6.

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil terão prazo de 90 dias, a contar da notificação, para informar ao Ministério Público Federal sobre o acatamento da recomendação e quais as providências que serão implementadas.

Foram apuradas irregularidades na comercialização de imóveis novos, principalmente no programa “Minha Casa, Minha Vida”, por não estar havendo intermediação de profissionais devidamente cadastrados no CONSELHO DE PERNAMBUCO.

De acordo com a Lei n. 6.530/78 e com o Decreto n. 81.871/78, apenas corretores de imóveis possuem capacidade técnica para intermediar transações de compra, venda, permuta e locação de bens imóveis. Neste sentido, esses profissionais são submetidos ao crivo dos Cursos Técnicos de Transações Imobiliárias e de Gestão Imobiliária.

Inclusive, foi firmado entre o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, o CONSELHO DE PERNAMBUCO e a Construtora MRV Engenharia termo de ajustamento de conduta para que os seus imóveis sejam intermediados exclusivamente por corretores de imóveis e não por vendedores que não são corretores.

Essa é mais uma ação do MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL e do CONSELHO DE CORRETORES DE PERNAMBUCO- CRECI-PE no combate à facilitação e ao exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis no Estado de Pernambuco.

Petrus Mendonça
Conselheiro Federal

O Espaço Cultural Rota232 é um mix de imobiliária, loja de artesanato, café e ateliê que está sendo montado em Gravatá pelo jornalista, corretor de imóveis e artista plástico Tomaz de Aquino. O espaço que começará a funcionar oficialmente em dezembro de 2016, está abrindo de forma esporádica, geralmente nos finais de semana e também será utilizado para gravação de entrevistas, lançamento de livros, exposição de quadros, etc.

Trecho da palestra A Comunicação e a Captação no Mercado Imobiliário, que proferi no Congresso Nacional dos Corretores de Imóveis que aconteceu na cidade de Natal – RN. Como fazer uma boa captação, como atrair clientes para seus imóveis, como apresentar um imóvel, acesse nosso canal no Youtube e você vai ter tudo isso e muito mais que você vai começar a ver agora. A partir de hoje, toda sexta feira às 10 horas estaremos publicando um vídeo com conteúdo inédito para os corretores de imóveis e interessados no segmento imobiliário. Inscreva-se no nosso canal no Youtube, curta a nossa página e ajude-nos a melhorar a qualidade do serviço prestado pelo profissional de intermediação imobiliária.

abraão

abraão e a terra comprada para enterrar Sara

A Profissão de corretor de imóveis é tão antiga quanto a história do homem na Terra! Para comprovar essa afirmação basta ler o livro de Gênesis, cap. 23, onde acontece o registro do primeiro processo de corretagem imobiliária de que se tem notícia.

Nesse ato, em 1839 A.C, Abraão, o patriarca, adquire um pedaço de terra para enterrar a sua esposa Sara com a intermediação dos irmãos hititas, junto ao rei Efrom, para que ele cedesse uma área a Abraão e assim ele pudesse sepultar a sua esposa. A transação foi realizada por quatrocentos ciclos de prata e Abraão virou proprietário da Caverna e dos campos de Macpela.

Portanto, o que está em discussão não é o fim ou o começo da profissão de corretor de imóveis, assim como de qualquer outra que sofreu alterações, mas que continua firme, como a de jornalista por exemplo, e isso porque a presença de especialistas em qualquer tipo de negociação sempre faz a diferença.

O que está em debate, o que está na mesa de discussão é o exercício ilegal da profissão realizado tanto por pessoas físicas quanto por empresas que sem a devida habilitação legal, realizam centenas de milhares de intermediações imobiliárias nas redes sociais, nos portais e nas páginas pessoais do facebook sem a utilização dos profissionais credenciados, no caso os corretores de imóveis.

A enxurrada de portais, sites e aplicativos que se multiplicam e se monetizam através de anúncios de grandes corporações em função do número de acessos que os mesmos recebem transformando a publicação de produtos imobiliários num grande negócio e que não sofre a devida fiscalização e punição dos órgãos competentes como os conselhos regionais e o conselho federal têm levado os corretores a desejarem a reserva exclusiva de mercado.

Todos nós sabemos que a tecnologia veio para aperfeiçoar  as relações pessoais e comerciais  e que é impossível conviver sem os aplicativos, softwares e outras ferramentas da web nos dias atuais, o problema também não é esse. O problema é que são empresas sem Creci jurídico ou físico que substituem o corretor de imóveis na transação imobiliária prejudicando de forma irreversível a categoria dos profissionais de intermediação imobiliária e também proprietários incautos que podem ser vítimas de maus profissionais e de falsos corretores como já declarou João Teodoro, presidente do Cofeci – Conselho Federal dos Corretores de Imóveis e Joaquim Ribeiro, presidente da Fenaci – Federação Nacional dos Corretores de Imóveis.

Ora, se alguém pode abrir um portal, anunciar imóveis de todos os lugares e colocar em contato quem quer vender e quem quer comprar, para que o corretor vai se inscrever no Creci e pagar anuidade?

Para evitar punições legais por exercício ilegal da profissão é só dizer que está colocando na mesa o proprietário e o interessado, como é o caso do novo aplicativo App do Imóvel e também do “Quinto Andar” que até comissão de 10% já oferece na sua propaganda para quem conseguir imóveis para alugar e se isso não for comissão ou transação imobiliária então é preciso voltar a sala de aula para se aprender o que são operações imobiliárias.

Dessa forma, os conselhos precisam se reformular para combater o exercício ilegal da profissão, através desses portais e dessas empresas de tecnologia, revestidos de uma “falsa legalidade”, mas que na verdade substituem o corretor na transação imobiliária sem a devida habilitação, sem a credencial legal, fomentando a falsa corretagem.

A nossa redação tem recebido centenas de e-mails onde a maioria dos corretores que nos escrevem criticam os portais e os sites imobiliários que atuam livremente de forma ilegal, um deles Alexandre Barbosa Maciel defende há muito a reserva exclusiva de mercado o que vem ganhando o apoio de muitos corretores.

Criticando os órgãos de fiscalização dos conselhos, que segundo ele, fiscalizam apenas os corretores que estão atrasados nas suas anuidades ou quando muito um ou outro plantão de uma imobiliária para pegar algum zangão e não realizam grandes ações contra os grandes portais e contra os falsos corretores.

Concluindo, diz ele, que é por conta dessa insegurança do corretor de imóveis no meio da categoria que ganha corpo o debate sobre a necessidade do estabelecimento em lei da reserva de mercado para o corretor imobiliário.

foto exame.com - app do imóvel é risco para a profissão do corretor imobiliário

foto exame.com – app do imóvel é risco para a profissão do corretor imobiliário

Por Zamot Onika especial para a Rota 232

App do Imóvel é mais um aplicativo que chega ao mercado para efetuar transações imobiliárias sem o profissional de intermediação imobiliária que conecta diretamente vendedores e compradores de imóvel sem a presença do corretor imobiliário

O App do imóvel vem se juntar a outros aplicativos como Proprietário Direto e Direto com o Dono e também aos muitos portais a exemplo do Viva Real, Quinto Andar, OLX e Zap, que são criados para venda de imóvel sem necessidade de pagamento de comissão ao corretor o que coloca em risco o profissional de intermediação imobiliária, de vez que dispensa a sua participação na negociação que é feita diretamente entre o proprietário e o interessado na aquisição do produto.

O App do Imóvel funciona por meio de Likes e Matches e com as mesmas características do Tinder o mais famoso app de paqueras. O uso da sua plataforma é grátis e permite a negociação direta sem a necessidade de um corretor de imóveis para realizar a transação.

Ao se interessar por um imóvel o cliente dá um “like” e se o dono retornar, o aplicativo conecta os dois o que define o “matche”, ou seja a aceitação e então, tanto um como o outro podem mandar e-mails ou mesmo ligar para continuar o negócio.

Para João Teodoro, presidente do Cofeci – Conselho Federal dos Corretores de Imóveis – o surgimento desse aplicativo é mais uma iniciativa que ele ver surgir no mercado, mas que para ele não ameaça a profissão de corretor de imóveis que continua necessário na intermediação imobiliária.

“Os interesses do comprador e do vendedor de um imóvel são antagônicos, então é difícil confiar no proprietário. Corretores éticos mostram os imóveis de forma isenta e conciliam os interesses” declarou Teodoro à revista exame que através da jornalista Júlia Lewgoy fez a matéria sobre o novo aplicativo.

Continuando João disse que aplicativos que dispensam o corretor de imóveis nas negociações sob o argumento de economia dos honorários do profissional para as partes podem induzir os usuários a prejuízos. Ainda, segundo ele, as tendências, mesmo tecnológicas, geram avanços, mas precisam também dar segurança a todos.

Esse é mais um risco que se soma à insegurança da profissão de intermediação imobiliária e tem provocado a revolta de muitos profissionais do mercado que veladamente criticam os conselhos regionais – Crecis e também o Cofeci que segundo eles só fiscalizam os corretores no sentido de puní-los e não tem um combate forte aos corretores ilegais.

Para o jornalista e corretor de imóveis, Tomaz da Rota 232 o que caracteriza o exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis é a falta da habilitação e da credencial necessárias à profissão. Dessa forma tanto uma pessoa física, quanto jurídica que não possuam o número do Creci cometem crime de exercício ilegal e deveriam ser fiscalizadas e punidas pelo conselho.

“Qualquer pessoa que execute uma intermediação imobiliária sem possuir a sua inscrição no conselho regional do estado onde a transação é feita, caracteriza crime previsto em lei e deve sofrer as punições impostas ao exercício ilegal da profissão, que inclusive prevê a prisão do infrator”, disse Tomaz.

Para Tomaz falta uma ação mais firme dos órgãos representativos dos corretores de imóveis que fecham os olhos para a enxurrada de portais, sites e aplicativos que a cada dia surgem com o único objetivo de retirar da negociação o profissional de intermediação imobiliária, nesse caso o corretor.

“É provável que por conta dos riscos pelos quais passa a profissão é que tenha surgido nos últimos tempos muitos corretores defendendo a reserva exclusiva de mercado onde uma transação imobiliária só possa ser realizada com a presença do corretor de imóveis”, concluiu Tomaz.

Câmbio
Dolar R$ 3,23
Euro R$ 3,65
TV Rota 232 ir para o canal
Curta nossa página