Perfil Empresa

A cidade de Gravatá já conhecida pelas reservas ecológicas, Serra do Contente com 200 ha e Jussaral com mais de 500, ganha agora o Parque Karawá Tã ou karawatá, original em Tupi da palavra indígena croatá, crauatá ou carauatá e que significa planta que fura.

Com um 1,6 mi (um milhão e seiscentos hectares de área de preservação) o espaço vai oferecer atividades de convivência com a natureza, esportes de aventura, treinamento cooperativo e educação ambiental. Além de servir de pontos de visitação e também de estudos e pesquisas para professores e alunos.

O contrato para a implantação do novo parque de Gravatá foi assinado com financiamento do Banco do Nordeste e as obras terão início em janeiro.

Uma parte da área será resrevada para implantação de condomínios residenciais o que vai impulsionar o mercado imobiliário de alto padrão.

O parque vai ajudar a promover o turismo ambiental e será mais um espaço para a população local encontrar alternativas econômicas buscando cursos e treinamentos a fim de se qualificar para conquistar as vagas que serão oferecidas.

Para mais informações acesse: www.tomazcorretor.com.br/perguntaqui ou passe um zap para 81 9.99892523.

 

i

A cidade de Gravatá, localizada a 85 Km da capital se destaca pelo seu clima de montanha, pelos seus belos chalés em estilo suiço, por uma rica gastronomia, e também pelos seus haras de criação de cavalos de raça, plantio de flores, fabricação de móveis rústicos e um celeiro de artes e cultura, além de uma paisagem deslumbrante.

Gravatá também atrai muita gente pelos grandes eventos que realiza, particularmente na Semana Santa, no São João e agora com o seu Natal de Luz e Paz.

Dessa forma tornou-se um dos mais importantes points turístico não de Pernambuco, mas de todo Nordeste e assim nascem muitos privês, conjuntos residenciais para todas as faixas sociais, desde o Minha Casa Minha Vida, até Alto Padrão.

Essa semana mais um empreendimento imobiliário chega a a cidade para atender o público de renda baixa e média como é o caso do Residencial Cantinho da Serra, que oferece 05 (cinco casas) com dois (02) quartos, suíte, cisterna de 6 mil litros de água, próximo do centro da cidade o que garante que os trabalhadores de uma maneira geral também são atendidos no quesito moradia.

As casas serão comercializadas a partir de R$ 130 mil, financiadas pela Caixa Econômica Federal.

Para mais informações acesse: www.tomazcorretor.com.br/perguntaqui ou passe um zap para Tomaz 81 9.99892523

 

O jornalista e artista plástico Tomaz de Aquino Inicia a confecção de um painel de 2,0m x 3,0 com uma coleção de 14 pássaros do Nordeste em cerâmica de 46 x 46 cm, pintadas com acrílica sem queima, para decoração interna da sala de um hotel no Sertão.

O primeiro é um bem-te-vi, depois virão outros como Concriz, Galo de Campina, Gibão de Couro, Sanhaçu, Vaqueiro entre outros.

Todos os pássaros serão publicados e compartilhados com todos aqui no site da Rota 232

Acesse: www.rota232.com.br ou passe um zap pra gente:81 9.99892523

Paulo Sales advogado e escritor

Paulo Sales
advogado e escritor

Passagem de Ano De repente, e quase por acaso, Findou mais um ano, Como passou rápido. Mas o último dia do calendário, Não é o último dia do tempo.

(No dizer de Carlos Drummond) Pessoas queridas partiram, Outras chegaram, anunciando o milagre da vida.

Numa roda-viva imutável. Muitos celebrarão suas conquistas, Outros tentarão esquecer suas decepções, Sonhos que desistiram de sonhar, Mas todos clamarão por dias melhores.

A velocidade é inimiga e irreparável, A urdir a eternidade silente, Que prefere sempre seguir, implacável, Como um pecado da juventude… Buscamos a todo instante, Conquistar sempre mais do que necessitamos, Desperdiçando todo o nosso tempo, Conjugando o verbo ‘ter’ ou ‘ser’, Como uma febre que queima e arde, Sempre em primeira pessoa.

Pondo de lado as mãos limpas e mentes conscientes, Alimento indispensável para o resto dos dias. E, o maior bem a ser deixado em testamento. E o tudo passa, Como tormenta, E, o que não foi feito faltará, O ano findou. Nossos filhos cresceram, Mas não vimos sua infância, Nem tampouco seus gritos, Ou achamos que presenciamos, Mas não conseguimos lembrar momentos, Que não foram registrados em fotografias.

Nesta luta do ter e do ser, Esquecemos que somos amados, Simplesmente amamos também, E nessa omissão, irremediável está. Mas a saudade nos trará uma cabeça em aflição.

Enquanto no Brasil as mulheres querem crescer o “bum bum” na Tailândia a preocupação é crescer o pescoço. Com a implantação de colares o pescoço vai esticando e em muitos casos chega a ficar com mais de 20 cm o que chama a atenção de visitantes e e quem vê as fotos.

Para prestar uma homenagem a essas mulheres o jornalista e artista plástico Tomaz de Aquino pintou uma jarra feita especialmente para retratar esse modelo de deformação corporal que se integra à cultura da região. Aproveitando o outro lado da jarra foi pintada uma flor em homenagem a arte da Indonésia.

A Jarra está disponível para venda na Galeria Rota 232 que fica na rua 15 de novembro 1171, N. S. das Graças – Gravatá/PE ou pode pegar mais informações no zap 81 9.99892523.

Na nossa vida é sempre assim partimos do “nada” em busca de um objetivo seja pessoal ou profissional. De repente temos uma ideia de um projeto, de um passeio, de um relacionamento e começamos a colocar em prática tendo na cabeça o que queremos e desejamos alcançar para nossa vida.

Quando vamos pintar o quadro em geral o processo é o mesmo: a ideia, o projeto, a execução e ao resultado!

Vejam esse trabalho, o tema era simples uma senhora na cozinha, mexendo numa panela que exala a fumaça mostrando que há vida naquele quadro e muitos acessórios que mostram uma cozinha típica do interior. Esse foi o tema sugerido pelo nosso cliente a partir de uma foto da avó dele na cozinha da casa que eles ainda têm na Paraíba.

A meia porta que ele enviou para que o trabalho fosse realizado sobre ela era do antigo galpão de cereais de seu pai e media 1, 50 x 1,00 toda em tábuas de sucupira com quase duzentos anos de idade.

Ou seja não é só um quadro é uma história. É isso que devemos ter em mente não apenas fazer alguma coisa, mas contar uma história. Então aproveite o finalzinho de 2018 e conte a sua história…acesse: www.youtube.com/tvrota232 e veja muitas histórias interessantes que podem inspirar você a fazer a diferença em 2019.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda dá tempo
de voltar no tempo
nem que seja por um momento
para pedir perdão pelos erros que cometemos

Ainda dá tempo
de liberar perdão para quem nos magoou
de não guardar qualquer raiva ou rancor
Ainda dá tempo de distribuir mais amor

Ainda dá tempo
de voltar ao passado
de mudar o nosso pensamento
de perdoar e ser perdoados

Ainda dá tempo
de realizar uma grande transformação
de mudar nosso comportamento
de ter controle da nossa emoção

Ainda dá tempo
de fazer uma grande renovação
de renovar não só o nosso guarda roupa
mas também o nosso coração

Ainda dá tempo
de ter tempo para passear
para brincar com nossos filhos
Ainda dá tempo de amar

Ainda dá tempo
de sonhar, de ter esperança
de acreditar nas pessoas
de renovar a nossa confiança

Ainda dá tempo
de viver um Natal de verdade
ajudando a quem precisa
mudando a realidade

Ainda dá tempo
de ser feliz
de se conhecer
de saber o que diz
de aprender
e de ser você

Usar a própria terra como matéria prima, para transformar em tintas coloridas e pintar sobre restos de madeira, utilizando pincéis coletados no lixo é a marca registrada das obras do artista plástico gravataense Cícero Terra, que faz das ruas o seu ateliê.

Cícero quer que os vereadores aprovem uma lei tornando obrigatório ensino de arte popular nas escolas a fim de promover o compartilhamento dos saberes com as novas gerações. Cícero se orgulha em dizer que popularizou a arte, permitindo que pessoas comuns adquiram suas obras por preços acessíveis e assim haja uma maior divulgação de seus trabalhos.

Cícero Terra é também marceneiro e faz as molduras de seus quadros, auto didata, cria suas próprias tintas com terra, carvão e imaginação.

Assista abaixo um pouco da história  do trabalho de Cícero Terra:

 

 

 

 

 

 

Quando saiu da Aeronáutica há 30 anos atrás, Carlos Souza pensou o que ia fazer da vida. Então pegou alguns profissionais de Gravatá, sua terra natal e levou para Recife, Boa Viagem, onde montou um fabrico de móveis e assim foi aprendendo também a  arte de empalhar, o que se tornou a sua profissão e onde tornou-se um profundo conhecedor da arte, passando a ensinar a outros como fazer o empalhamento de todos os tipos de cadeiras.

Depois de um certo tempo e a medida que ia recebendo pedidos dos clientes de Recife para consertar as suas cadeiras em Gravatá, viu que era chegada a hora de retornar à cidade materna e assim aconteceu, voltou para Gravatá e montou a sua oficina de restauração de cadeiras.

Aqui colocou para lhe ajudar a jovem Rafaela Caroline única mulher na arte do empalhamento na cidade de Gravatá e que vem aprendendo todos os segredos que o mestre Carlos Souza acumulou durante os mais de 30 anos de profissão.

Se você tem alguma cadeira para empalhar já pode encontrar a oficina do Carlos Souza na Rua Conselheiro Manoel Alves Rodrigues, 09 – na rua ao lado do Verdfrut e por trás do restaurante Alto Astral, ou pelo fone zap: 9.94581571

Veja no vídeo abaixo a beleza do trabalho do mestre Carlos Souza

 

Alessandra apresenta projeto para o Parque da Cidade de Gravatá

Arquiteta e Urbanista, Alessandra é membro do Instituto histórico e Arquitetônico de Gravatá, tem pós graduação em Gestão de Projetos, Orçamentos e Perícias e fez o seu TCC numa releitura do projeto do Parque da Cidade – Monsenhor Cremildo de Almeida sugerindo várias intervenções objetivando a melhoria na utilização dos vários equipamentos disponíveis, garantindo harmonia, beleza e satisfação.

O projeto será apresentado à prefeitura, no primeiro semestre de 2019, através do IHAG.

Acompanhe comigo a entrevista com Alessandra Ouro Preto que também é sócia do STUCCO escritório de Arquitetura e Urbanismo, localizado na rua 15 de Novembro 1320, em Gravatá.

 

 

Câmbio
Dolar R$ 3,86
Euro R$ 4,32
Café Rota 232 ir para o canal
Vídeo
Vídeo
Curta nossa página