Um novo modelo de moradia para Caruaru

capa julio rego2A cidade de Caruaru passa por uma transição cultural abandonando o seu modelo tradicional de moradia, baseado no modelo horizontal de casas com jardim e quintal e adota o modelo vertical dos edifícios de muitos andares.

Entretanto, a linguagem do mercado imobiliário para a comercialização dessas unidades continua a mesma de antigamente e por isso a população ainda resiste em trocar o seu velho modus vivendi por um mais atual e adequado a nova realidade do município.

A Júlio Rêgo Imóveis foi a primeira imobiliária de Caruaru a investir em pesquisas de mercado e em assessoria para identificar a forma de comunicação mais apropriada para se relacionar como os potenciais clientes e assim atender a demanda  por moradia, como foco no mercado de apartamentos.

Dessa forma a Feira aparece como a principal referência da cidade na memória de seus moradores. Caruaru nasceu de uma feira, vive de uma feira e em Caruaru tudo acaba em feira, em função disso a Júlio Rêgo Imóveis realiza a 1ª Feira de Apartamentos de Caruaru em parceria com a Rota 232 Comunicação Imobiliária.


O SENTIDO DO TRABALHO

Viktor Frankl, em seu livro Psicoterapia para todos afirma que “…o homem 
realmente quer, em derradeira instância, não 
é a felicidade em si mesma, mas, antes, um 
motivo para ser feliz”.

A trágica atitude de desumanizar as relações no mundo do trabalho tem custado muito caro ao coletivo da sociedade. Esse temerário divórcio entre a vida pessoal e vida profissional tem gerado doenças que, de forma quase imperceptível, tem devastado a motivação para o trabalho.

Frankl contribui muito com a importância do sentido das coisas, da vida, para cada ser humano. Encontrando ou criando um sentido para o trabalho, diríamos, a motivação estará restaurada como algo interno que move a pessoa. E o cotidiano do trabalho em sua rica diversidade precisa desse impulso humano para o Ser e o Fazer.

Líder integral é aquele que amplia seu olhar para compreender a vida, o ser humano de forma mais abrangente, percebendo a amplitude e a sutileza que impregna a pessoa, cada trabalhador, independentemente da sua raça, convicção religiosa, nível de escolarização ou profissão. Perceber o fator humano é ver muito mais além do que aparenta ser cada colaborador.

Certamente o Líder não precisa assumir a complexa tarefa de dar respostas ao que seja o sentido do trabalho. Não é isso. É algo muito mais enriquecedor. Trata-se de criar espaço na vida do trabalho para que a empresa, a equipe, os profissionais se sintam instigados, estimulados a refletir sobre que sentidos podem ser atribuídos ao trabalho. O que significa trabalho para cada profissional?

Veja que influenciar os liderados contribuindo com a humanização das relações com a vivência de uma filosofia de liderança que inclui o crescimento da conscientização, sem impor dogmas e conceitos, traz renovação da vida da organização. Afinal, o que é a verdadeira vida da empresa senão os profissionais que ali, diariamente, emprestam seus talentos? Sem as pessoas, não existe empresa e ponto final. E aí está a grande oportunidade para quem quer liderar positivamente as pessoas, estimulando-as a ampliar suas visões de mundo.

O alcance da busca do sentido do trabalho não fica reduzido aos limites da empresa ou das atividades profissionais. Quando a pessoa amplia sua reflexão, cada um a seu tempo, levará essa atitude questionadora para sua família e para o restante da sua vida social.

Semelhantemente ao que Viktor Frankl contribui, podemos refletir que a pessoa do profissional não quer exatamente compreender o que seja trabalhar, mas busca por um sentido, um motivo para estar na empresa e fazer parte da equipe. Esta atitude abre uma gigantesca oportunidade para o Líder: criar e oferecer espaços para que o colaborador busque ou construa sua verdadeira motivação para estar  onde está e oferecer o melhor de si.

A felicidade deixou de ser um tema cercado de tabus e desconfianças para entrar na agenda da humanidade inteira, sobretudo neste início de século XXI em que os laços afetivos são poucos, raros e frágeis. Sem o desenvolvimento da humanização das relações na equipe, pouco será possível em termos de reforço no engajamento e na retenção dos talentos profissionais.

Fica, portanto, amigo leitor, o desafio e a nobre tarefa de se incentivar os membros da equipe na busca do que – para cada pessoa – seja o verdadeiro sentido do trabalho, algo que a eleve acima das pequenas questões e entraves do cotidiano e a apresente a um mundo de ideias e conceitos mais profundos acerca da Vida, da Existência do Ser trabalhador e da importância de alinhar seus objetivos pessoais com a missão e a visão da empresa. Isso é encontrar/criar sentido. Afinal, sem sentido, nada resta senão o vazio, a infertilidade criativa e a estranha sensação de não pertencer ao mundo e à equipe.

Sentido é o que conduz  ao fortalecimento dos laços entre pessoas, delas com a empresa e seus projetos. Líderes, topam esse desafio?

 

aluisio alvesPor Aluísio Alves: Treinador de Líderes e Equipes. Palestrante. Educador, Psicanalista e Escritor. Doutor em Educação. MBA em Gestão Empresarial e Administração Hospitalar. Gerente e Diretor do HC Uberlândia (2001-2010).aluisioalves17@gmail.com (34) 8419 0227 (Triângulo Mineiro) e (35) 9148 1762 (Sul de Minas) www.yashimek.com.br -*Associado à Yashimek – Coaching, Palestras & Cursos – Atendimentos em todo o Brasil.


A Intoxicação da Personalidade

Eliezer Andrade

Eliezer Andrade

“Transformem-se pela renovação da sua mente e não se conformem com o que o mundo oferece, mas experimentem algo bem melhor como uma boa, agradável e perfeita vida com Deus”  (Romanos 12.2).   E esforcem-se para viver bem com todos.

Personalidade é o que determina a individualidade de uma pessoa;  é a maneira habitual de ser e que distingue uma pessoa de outra por traços típicos e marcantes.  Nasce com a pessoa e distingue-se de caráter que é o conjunto de boas ou más qualidades adquiridas pelo indivíduo no mundo circundante.  Por isso se diz popularmente que “o homem é produto do meio”.

  Há, pelo menos, três tipos de personalidades que apresentam traços indesejáveis com pensamentos equivocados, sentimentos errados e combinação de pensamentos confusos.

–  Personalidade rígida

     A teimosia é uma fraqueza e uma forma de rigidez da personalidade.  Não existe nada tão detestável como uma pessoa que sempre está com a razão, que nunca transige e ainda tem a petulância de se achar a mais sábia e feliz criatura após participar de uma insensata e acalorada discussão e melhor ainda, quando existe alguém que corresponde no mesmo nível. Normalmente, esse tipo de pessoa tem mentalidade estreita e domina qualquer forma de fanatismo, seja político ou religioso quando provocada.  São pessoas inflexíveis e incapazes de apreciar o ponto de vista de alguém.

Alguns desenvolvem um comportamento histérico, isto é, acredita em algo que vê, que sabe e que diz.  Difere do psicopata porque este sabe o que está fazendo e o que está dizendo, enquanto o histérico não sabe de nada.  Apenas explode.  O teimoso nem sempre se arrepende e volta atrás, mas fica amuado por bom tempo.

Personalidade excêntrica

    Outro traço indesejável da pessoa é a excentricidade.  Excêntrico é o indivíduo que se desvia do centro e se torna uma figura esquisita, extravagante.  A irritabilidade é uma característica da personalidade excêntrica que sempre está na defensiva.  Esse tipo duvida da sinceridade dos amigos, ofende-se facilmente e fica sentido com qualquer crítica. Uma palavra depreciativa já o faz explodir porque a irritabilidade é originada na sua insatisfação consigo mesmo e sua infelicidade é jogada sobre os outros.  Por isso, o infeliz é, geralmente, excêntrico, belicoso e difícil para se dar bem com os outros.  O excêntrico é o contrário da pessoa feliz que é um ser humano bem integrado e que dificilmente demonstra irritação, mesmo que tenha seus dias de mau humor porque é humano, mas nunca crônico; não se preocupa com o ataque dos outros e não dá oportunidade de demonstrar que está infeliz, mas cultiva o autocontrole e a prudência e pretende viver bem com todos.

Personalidade egocêntrica

    O egocentrismo ou egoísmo é outro empecilho da personalidade.  O egocêntrico aprecia tudo nos termos:  “Será que isto me atinge?”  Está sempre preocupado com uma enfermidade inexistente.  Preocupa-se com as roupas que usa, com o que come, com a forma de tratamento que recebe das pessoas e com o funcionamento dos órgãos do seu corpo.  Conheço uma senhora aposentada que quando é convidada para sair, sempre responde:  “Não tenho roupa!”  E seu guarda-roupa é abarrotado de roupas que nem usa e nem doa.  Enche a boca dizendo:  “Meu carro está sujo!”  e sempre está limpo porque quase não sai da garagem.

O egoísta fica feliz quando seu médico diz que ele sofre de “egoíte”, mas quando descobre que isto significa “egocentrismo”, uma doença da personalidade e não do corpo, fica indignado com esta classificação.  Esse é o grupo conhecido como convencido, vaidoso e egoísta.  Se é casado, espera que a esposa concorde com todos os seus planos e geralmente se casa para saciar seus instintos sexuais.  Pensa que as atividades de uma mulher se resumem à cozinha.  Sempre está com a razão e a vida social o aborrece.  Quer ser querido e respeitado, sem contribuir com algum sentimento afetivo.  Espera sempre ser perdoado se sua infidelidade é descoberta, porém condena qualquer afeição sincera da esposa com um amigo. É um ciumento doentio e pouco sabe das emoções femininas.  Psicólogos afirmam que uma dose moderada de egoísmo e orgulho é considerada normal, mas o excesso são os defeitos de uma personalidade intolerável.

Há, todavia, outras personalidades insuportáveis como os queixosos e os sarcásticos que por si só se destroem.

Por Eliezer Andrade


Banco do Brasil na 1ª Feira de Apartamentos de Caruaru da Júlio Rêgo Imóveis

bb e julio

No sentido horário: Tomaz da Rota 232, Júlio Rêgo, Marcelo Apolinário, José Medeiros e Luiz Pinheiro

Em almoço-reunião no “Bonapetit” de Caruaru, José Medeiros, gerente do Banco do Brasil do município, acompanhado de seu assessor Luiz Pinheiro, reuniu-se com Júlio Rêgo diretor e Marcelo Apolinário gerente da Júlio Rêgo Imóveis e com Tomaz de Aquino da Rota 232 para discussão da participação da entidade financeira na 1ª Feira de Apartamentos de Caruaru.

O evento acontece no período de 31.07 a 02.08, na sede da imobiliária Júlio Rêgo Imóveis e vai contar com a participação de cinco construtoras que vão ofertar mais de 1.000 unidades residenciais, inclusive com promoções e descontos especiais.

O Banco do Brasil vai disponibilizar correspondente, estande e facilidade de aprovação de crédito e simulação de financiamento a  fim de operar com rapidez o fechamento dos negócios e a comercialização dos produtos.

Portanto, a primeira Feira de Apartamentos de Caruaru inaugurará uma nova forma de vender, dentro de um modelo inédito de comercialização o das tradicionais feiras de interior, agregando valor aos imóveis e falando a linguagem da população.

“Estamos trazendo para Caruaru um novo conceito imobiliário mostrando que a simplicidade também vende”, disse Júlio Rêgo.


Brapor fecha parceria com a Júlio Rego Imóveis para participação na 1ª  feira de Apartamentos de Caruaru.

reunião brapor

Havenna, Tomaz, Giselle, Marcelo e Júlio na Brapor

 

Em Caruaru, tudo é feira, tudo termina em feira e o resto são negócios.

Em função da nova realidade imobiliária da Capital do Agreste que nos últimos anos despertou a atenção de investidores para a implantação de edifícios residenciais e comerciais, fugindo o tradicional modelo horizontal e adotando o modelo vertical como nova forma de moradia a Júlio Rêgo Imóveis realiza em parceria com a Rota 232, de 31.07 a 02.08, a primeira Feira de Apartamentos da Cidade.

São mais de 50 prédios, alguns com mais de 40 andares que estão em construção, totalizando mais de 5.000 unidades, das quais restam pouco mais de 30% paras serem comercializadas. Além desses existem mais de 20 novos projetos em andamento o que representa a disponibilização de mais de 1.000 unidades a serem ofertadas à população, tornando assim, a opção Apartamento a principal da cidade nos próximos anos.

Para isso, as construtoras estão sendo procuradas para exporem os seus produtos na feira e assim, várias reuniões para apresentação do projeto vêm acontecendo como a que houve na manhã de hoje, na sede da Brapor, com representantes da construtora, da Júlio Rêgo Imóveis e da Rota232, onde firmaram parceria para participação da empresa  no evento

“ a Feira de Apartamentos de Caruaru se transforma num produto inédito de comercialização se constituindo numa grande novidade para apresentação e comercialização de imóveis (apartamentos e salas comerciais) no município”, disse Júlio Rêgo, da Diretor da imobiliária.

Para Giselle Santana, gerente comercial da Brapor, a 1ª Feira de Apartamentos representa uma nova maneira de apresentar e comercializar produtos, pois foge dos modelos de propaganda tradicionais e adota o modelo das feiras de interior, aproximando assim os imóveis do público consumidor e o que é mais importante, falando a linguagem que o cliente quer ouvir e que entende, que é do feirante, do mascate, tão enraizada na cultura caruarense.

“Fazer uma feira para vender casa é tão natural quanto para vender frutas e verduras. O povo de Caruaru gosta de feira, nasceu de uma feira, vive de uma feira e tudo nessa cidade termina em feira, dai não ser nada fantástico realizar uma feira para vender apartamentos, apenas uma forma de unir o útil ao agradável para satisfazer os clientes”, disse o jornalista Tomaz de Aquino, assessor de comunicação da Rota 232.

Outras construtoras estão sendo convidadas para participarem desse evento que com certeza vai virar marca no calendário imobiliário de Caruaru e fazer a diferença no mercado, garantindo um bom negócio para o investidor, para o cliente e para o corretor, porque no mercado imobiliário o negócio só é bom, quando é bom para três.

Não esqueça de 31.07 a 02.08 venha realizar o seu sonho de adquirir o seu apartamento, a sua sala comercial, a sua casa, na 1ª Feira de Apartamentos de Caruaru.

capa julio rego2


Corretor “4 x 4″ vence o rally de qualquer crise

corretor 4x4 “Para o corretor “4 x 4” Não existe ladeira, tudo é chão”

A crise é você sair de uma estrada muito boa, tranquila, bem sinalizada e de repente pegar uma estrada muito ruim, cheia de buracos, com pedras enormes pela frente, muitas poças d´água, lama e é nessa hora que se conhece a força que cada carro tem para superar os obstáculos, subir as rampas do sucesso e vencer.

É como se tivesse corretor “4 x 2” e corretor “4 x 4”. O corretor “4 x 2” é aquele que até tem certa força, mas quando chega a hora dele mostrar a sua garra extra, parece que o botão que liga a sua potência máxima, ou seja, que ativa o seu sistema “4 x 4” que vai redobrar a sua garra, simplesmente parece que não funciona e ele desiste na primeira ladeirinha que aparece.

Alguns ainda são ajudados pelos “4 x 4”, são arrastados até um lugar plano novamente, mas lá na frente vão atolar de novo, vão se enroscar de novo porque não acreditam no seu instrumento de reativação de energia que é a sua Fé e o seu Foco.

Já o corretor “4×4” fica ávido para sair primeiro e enfrentar a dificuldade que apareça pela frente, para ele não tem ladeira tudo á chão e tudo é pista, por isso competir para ele se torna rotina, coisa do dia a dia. Ele cria, inova, articula, busca novos atalhos, utiliza novos mecanismos para arrastar os troncos da crise que ficam caídos na sua frente e também avança em cima dos corretores “4 x2” que ficam quebrados pelo meio do caminho.

4x4 heavy dutyE para tristeza dos corretores “4×2” ainda existe o corretor “4×4” Turbo Intercolier, ou seja o seu slogan é “HEAVY DUTY” que significa trabalho pesado  e ai a sua força é triplicada e sai da frente porque atrás vem gente.

Dessa forma os corretores “4×2” entregam os pontos.

Portanto, na crise, ative o seu sistema 4×4, aperte o seu botão turbo e use toda a sua força para vencer  a estrada ruim da crise que está na sua frente.


Sala no Shopping Difusora

sala roberto silva


Caruaru recebe a Tocha Olímpica no São João de 2016

TOCHA OLIMPICA2“Para Caruaru será honroso, e uma motivação a mais, acender a fogueira do São João com o simbolismo do fogo olímpico”.

Essas foram as palavras do prefeito José Queiroz ao receber a informação do seu secretário de governo Rui Lira, de que Caruaru seria uma das 300 cidades brasileiras a receber a Tocha Olímpica.

As negociações começaram em fevereiro desse ano e se estenderam por todo período em que o Comitê Olímpico Brasileiro, decidiu por onde a Tocha passaria e culminou com uma reunião, em Caruaru, do prefeito com Rian Maia, gerente regional do COB em março.

Esse é mais um dos motivos que vai colaborar positivamente para Caruaru aparecer na mídia e assim alavancar os seus negócios e atrair mais investimentos na cidade,

Fonte: Prefeitura de Caruaru


Rota232 no 11º Salão Imobiliário de Caruaru

salao imobiliario de caruaru2A Rota232 já se prepara para o maior evento imobiliário do interior de Pernambuco o 11º Salão Imobiliário de Caruaru que avi acontecer de 20 a 22 de novembro, no North Shopping Caruaru e vai reunir mais de 3.000 imóveis para você.

Esse ano a Rota 232 vai fazer transmissões ao vivo do local do evento  e vai pautar a mídia estadual com assuntos que sejam notícia e que sirvam para orientar os consumidores.

Estaremos a partir de agora divulgando tudo que diga respeito ao 11º Salão Imobiliário de Caruaru.


Coluna semanal do Mercado Imobiliário: Por Tomaz de Aquino (04/07)

Leia a coluna semanal deste sábado (04/07), Mercado Imobiliário, escrita pelo jornalista Tomaz de Aquino para o Jornal Vanguarda.

coluna04.07 vanguarda