Perfil Empresa

Mais uma vez se confirma o que eu venho dizendo desde que começou essa discussão de que Joaquim Neto não seria candidato porque era ficha suja. Até agora ninguém ainda me mandou um documento onde mostre claramente o seu impedimento de ser candidato nas próximas eleições.

Durante meses algumas pessoas ficaram se aproveitando da falta de informação da população para tentar confundir acusando sem provas, não dando o direito de defesa, marcando julgamentos, definindo sentenças,  tudo da cabeça deles. Uma atitude irresponsável e leviana e agora começam a mudar o discurso: não dizem mais que Joaquim Neto não vai ser candidato, porque sabem que ele vai ser candidato e não vai ser fácil ganhar dele.

Quero deixar claro que teria o mesmo comportamento se fosse Bruno, Ozano ou qualquer outro prefeito que estivesse sendo acusado apenas por interesses eleitoreiros, porque durante uma boa parte da minha vida eu vi amigos e meu próprio pai ser preso sem provas por um regime que só desejava está no poder, como é o caso de muitos desses que acusaram, acusaram e agora se escondem, não dizem mais que eu estou errado enfim botaram o rabo entre as pernas.

O TSE ontem a noite reforça a minha tese de que no Brasil ainda estamos aprendendo a fazer democracia. O órgão máximo do sistema eleitoral de forma vergonhosa, desrespeitosa toma uma decisão é pressionado e volta atrás. Dá para acreditar nesta  justiça? Não amigos, não dá!

Por isso que sempre disse que Joaquim Neto seria candidato não porque ele tenha liminares, tutelas antecipadas, mandatos de segurança, etc., Ele vai ser candidatio porque não tem nada contra ele transitado em julgado em um órgão colegiado formado por mais de um Juiz. Esta é a regra do jogo. Além disso tem que ser provado o seu erro o que ainda não foi.

A mesma coisa se aplica ao Tribunal de Contas do Estado. Cadê o julgamento das contas de Joaquim Neto? Eu disse que até a eleição não haveria julgamento e não houve. Eu afirmei que as contas não chegariam à Câmara para serem julgadas pelos vereadores e não chegaram. Eu deixei claro e muito claro que Joaquim Neto seria candidato a prefeito e ele será.

Todo mundo tem o direito de defesa, tem que mostrar os seus argumentos. Qualquer coisa fora disso é ditadura.

Volto a dizer o que disse Voltaire: “Morrerei defendendo o direito de você dizer o que você quer. Mas lutarei a morte para ter o direito de discordar de você”. Isto é a democracia e é nela que me firmo, é dela que faço o meu norte. Não transformo as questões jurídicas, técnicas, políticas, administrativas em questões pessoais.

Quero deixar um versículo bíblico que acho muito importante para este momento que estamos atravessando:

“Toda autoridade emana do Senhor e em seu nome será exercida”.

Ora isto significa que alguém ao ganhar uma eleição tem o compromisso de seguir a orientação de Deus. Se ao vencer ele não seguir os mandamentos de Deus e todos sabem quais são estes mandamentos, então sofrerá as consequências porque a Bíblia também diz que a justiça e a vingança pertencem ao Senhor.

Portanto, vamos participar desse processo eleitoral que se aproxima com o pensamento de que queremos o melhor para Gravatá. Não vamos nem morrer e nem matar por A ou por B, porque amanhã o Vermelho e o Azul podem estar juntos. Porque a política é assim: só importa ganhar. Só importa vencer.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.
Câmbio
Dolar R$ 5,46
Euro R$ 6,65
Café Rota 232 ir para o canal
Curta nossa página